quinta-feira, 25 de junho de 2009

Utilidade pública: Aviadoras desistem da rota Ondjiva-Catumbela

A distância entre as províncias de Benguela e Kunene é agora maior, no que à aviação diz respeito. A companhia estatal Taag (Linhas Aéreas de Angola) é a única na rota Luanda-Catumbela-Ondjiva-Catumbela-Luanda, operando com o Bieing 737-700 às quintas e aos domingos, estando longe de satisfazer a demanda em virtude do intenso movimento comercial junto da fronteira com a república da Namíbia.

Depois da SonAir, que fazia a rota com o Boeing 737-700 aos sábados, foi a vez da Air-Gemini abandonar a rota. Esta última, representada em Benguela pela agência Paccitur, operava com um DC-9 às tardes de quarta-feira. A Diexim Expresso, do Grupo Batolomeu Dias, chegou a tentar, pondo em serviço o Embraer 145, porém por muito pouco tempo.

Nenhuma operadora justificou o abandono da rota, mas fontes conhecedoras do segmento nacional de passageiros apontam como causa a desproporcionalidade entre as despesas de operacionalidade e as incipientes receitas. Note-se que o custo do bilhete simples ronda os USD 130,00.

Pompilho Nobre (pobre20@hotmail.com)

Sem comentários:

JOVENS DEBATEM SOBRE - A JUVENTUDE E OS DESAFIOS DA RECONSTRUÇÃO NACIONAL NAS "NOITE DE PALCO ABERTO"

O debate  destaca a visão dos jovens relactivamente aos problemas que   enfrentam no actual contexto da vida do nosso país e os ...