quarta-feira, 9 de maio de 2007

Títulos da Edição de Abril - Boletim "A Voz do Olho"

Reflectindo sobre "crianças pais de crianças"!
Muitos dos nossos sobrinhos são frutos de gravidez precoce
(Chamada de capa com desenvolvimento na página 3, resultante de um debate sobre "as implicações da gravidez precoce, acolhido pelo Progrqama Radiofónico "Viver para Vencer", oferta da AJS, com transmissão semanal na Rádio Morena Comercial em Benguela, cobrindo os três munciípoios do litoral de Bengeula, às terças-feiras da 17 às 18H30)
..................................................
Com Angola acima de qualquer intenção
É preciso combater o fanatismo político
(Retracto do debate sobre a avaliação dos cinco anos sem guerrra ema angola, no qual participaram os representantes da UNITA (Jideão), MPLA (Ernesto Pinto); FNLA (macango Lutumba), a Comissão Executiva para o Processo eleitoral (Tuca Manuel), AJs (Edmundo da costa Francisco) e a ADRA (Armindo Jaime Gomes), para além da entrevista com o docente Universitário, Carlos Pacatolo, e intervenção de cidadãos ao telefone.

(Matéria desenvolvida na página 5, com continuação na página 7)
..............................................................

Cidadã mata marido merdendo-lhe os testículos
(O boletim AV-O retoma um artigo publicado pelo Club K, citando Angop, sobre uma senhora que tomada pelo ciúme resolve fazer justiça por "dentes próprios".
(Para ler na página 2)
...................................................
Porquê importar-se com o "género"?
Lugar da mulher é na cozinha?
(Tradução do artigo de Elizabeth Coombs, publicado no Site da ONU para aos assuntos sociais. A autora é de nacionalidade americana e esteve em Angola em 2003. A sua abordagem foca essencialmente a problemática dos esterotipos no género. Os títulos e a fotogradfia de uma menina do Biópio batendo um funge bem aos costumes daqu~ela comuna do muncípio do Lobito, são da responsabilidade do Boletim. Página 6)
..........................................
Nunca sí de Angola (espaço sobre a música)
(Entrevista com o músico Waldemar Bastos, radicado em Portugal, publicada otiginalmente pelo Angonoticias. Para ler na Página 9. Na mesma página e numa caixa sombreada, uma chamada: "Zito Pobre, uma riqueza artística que merece sewr valorizada", uma pincelada na conversa com o jovem lobitanga, que pisou o palco pela primeira vez em 2002, e que vem de uma experiência recente na proivincia do Huambo, onde gravou dois temas com a participação de Justino Handanga e Victor Bill).
..........................................
É hora de aprendermos juntos sobre sexualidade
uma descrição de conceitos e termos sobre a sexualidade e a sua relação com o desenvolvimento da pessoa humana (uma matéria adaptada da compilação feita pela activista Denise Figueiredo).
............................
AJS vai recrutar mais membros
(Uma pincelada sobre o balanço dos oito anos de existência da AJS, onde o seu Coordenador Executivo, faz uma análise, sem tabu nem meias palavras, sobre o percurso da agremiação, suas acçõers e perspectivas. A conferir na página 4, com prosseguimento na página 8).
................................................
Como seria a via sem vizinhos?
É título do conto na página 12, a útlima.