segunda-feira, 20 de abril de 2015

Dia dos namorados é tópico da 8ª edição “Noites de Palco Aberto”



Uma conversa animada e descontraída com pouco mais de vinte e sete (27) jovens e adolescentes do bairro da Santa Cruz, aconteceu no Domingo 15/02, entre as 19H30 e as 21H30, numa sala de reuniões, na vila daquela zona. O evento visou reflectir sobre as implicações psicológicas e socio-culturais do Dias dos Namorados sobre a camada jovem no País.
“Animar um encontro com jovens para analisar e reflectir sobre as implicações do Dia dos namorados é uma missão difícil porque se corre sempre o risco de se expor um pouco a nossa vida sentimental”, acautelou a Professora
Cecília Fragoso (CF), formada ao nível superior em Psicologia, indicada a partilhar o seu saber e a sua experiência.
Preocupada com o desvio da essência do Dia de São Valentim, a Professora, co-adjuvada por Júlio Lofa (JL) - licenciando em Ética Social, de forma resumida, contou aos jovens ávidos de ouvir, a história do 14 de Fevereiro.

Entre muitas intervenções, há quem tenha feito menção à afirmação da Psicóloga Maria da Encarnação Pimenta que, falando para os jovens, dizia que “hoje não se namora, mas sim, acasala-se”. Sobre tal realidade, CF e JL, lamentaram o facto, já que a expressão acasalar-se diz respeito a um comportamento de seres irracionais.

Questionada sobre o que seria ideal oferecer no Dia dos Namorados, CF lembrou aos jovens que o que está em causa para uma data como esta não é o valor material do presente, portanto, qualquer coisa que se ofereça com base no amor e no respeito, pode simbolizar a admiração e o carinho que se nutri ao parceiro ou a parceira.

E como a ocasião faz o ladrão, os rapazes aproveitaram “bombardear” as meninas pela forma irresponsável de se vestir e, também roubar um conselho da Professora que tinha firmeza e domínio no que falava. Para Cecília Fragoso, é possível vestir-se de forma sensual e ser atraente sem ter que andar seminua ou mostrar as partes íntimas do corpo. Entretanto, assegura que “apesar de existir mais exagero por parte das meninas, os rapazes também


Prof. Cecília Fragoso e Júlio Lofa
têm vestido de forma muito irresponsável ao ponto de mostrarem as suas roupas interiores”.
Com músicas românticas ao vivo, interpretadas por Guy Africanichy (Felício Rodrigues), uma peça teatral do Grémio de Artes “Elongiso”, complementada com uma decoração entre as cores vermelha e verde, a 8ª edição de “Noite de Palco Aberto” foi um momento singular na vida de muitos presentes. 

A “Noites de Palco Aberto” é uma das actividades do projecto “Cidadania e Participação”, iniciativa da AJS, com o apoio da Comunidade Europeia, dentro do Programa de Apoio aos Actores Não Estatais, através do Operador Local ADRA – Antena Benguela. 


«Este documento foi elaborado com a participação financeira da União Europeia. O seu conteúdo é da responsabilidade exclusiva da AJS – Associação Juvenil para a Solidariedade, não podendo, em caso algum, considerar-se que reflecte a posição da União Europoeia».

“Noite de Palco Aberto” "A Juventude e o seu Contributo na Manutenção da paz"

O debate aconteceu no dia 06 de Agosto de 2017, Domingo no pátio dos escritório da AJS...